Como funciona a energia solar?

Como funciona a energia solar

Você sabe como funciona a energia solar? Os raios ultravioletas são responsáveis pela geração da energia solar que, por sua vez, pode ser fotovoltaica ou heliotérmica.

Famosa por ser uma das fontes de energia mais sustentáveis e limpas o uso de energia solar em residências e empresas aumentou consideravelmente nos últimos anos.

Além disso, por ser uma fonte de energia gratuita, os custos tendem a ser menores e, por isso, traz uma economia imensa na conta de luz.

Quer entender como funciona a energia solar e quais são seus benefícios?

Continue a leitura.

O que é energia solar?

A energia solar, como explicado anteriormente, é um tipo de energia que utiliza a luz solar como fonte, para a transformação em energia elétrica.

O modelo mais tradicional de conversão de raios solares em energia elétrica é a energia fotovoltaica, que utiliza de placas solares para absorver os raios e transformá-los em energia.

Como funciona a energia solar?

A energia solar funciona da seguinte maneira:

  • os módulos fotovoltaicos nas placas solares são responsáveis por captar a luz solar e, a partir daí, produzir a energia;
  • a energia será transportava até o inversor solar, que é responsável por converter a energia solar para os moldes compatíveis com a rede elétrica.

Como explicado anteriormente, os raios violeta absorvidos pelas placas solares são a fonte de energia solar. Para que a conversão seja realizada de forma mais eficiente, é importante que as células fotovoltaicas seja incididas diretamente com a luz.

Dessa forma, quanto maior for a incidência dos raios solares nos painéis, maior será a geração de energia solar.

Para conseguir otimizar a geração de energia elétrica, os painéis solares precisam estar estrategicamente posicionados em regiões onde não existem áreas de sombra, permitindo que os painéis recebam os raios durante todo o dia.

O processo de conversão da energia solar em energia elétrica acontece da seguinte forma: o inversor irá transformar a energia de tipo corrente contínua (CC) em energia de corrente alternada (CA).

O monitoramento de todo o processo de produção de energia é fundamental, e os inversores auxiliam constantemente na mensuração dessa produção: eles são responsáveis por gerar informações sobre a produção de energia, o que ajuda a monitorar a produção diária do gerador, por exemplo.

Uma vez que a energia foi convertida para corrente alternada (CA), ela é encaminhada para o “quadro de luz” e, a partir daí, distribuída para todo o imóvel, seja ele residencial ou comercial.

E se não usarmos toda a energia que produzimos? O que acontece?

Imagine um cenário em que a produção de energia foi maior que o gasto. O que, então, acontece com essa energia? Ela é perdida?

A resposta é: não! Quando o consumo de energia é menor que a produção e “sobra” energia solar, esse excesso de energia vai para a rede distribuidora, o que gera créditos solares que poderão ser utilizados em um prazo de cinco anos.

Como funcionam e como são usados os créditos solares?

É importante pontuar que os créditos solares são regulamentados pela Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica, de acordo com a Resolução Normativa n.º 482, de novembro de 2012.

Os créditos solares se baseiam na injeção de energia ativa na rede do imóvel. Essa energia é enviada para a distribuidora local que, a partir daí, irá descontar o consumo de energia elétrica na unidade consumidora e geradora, ou até mesmo em outra unidade consumidora, desde que tenha sido gerada em um dos moldes:

  • geração compartilhada;
  • empreendimento que possui múltiplas unidades consumidoras;
  • autoconsumo remoto.

Cada kWh gerado em excesso pelo sistema de energia fotovoltaica irá ser convertido em um crédito de kWh. 

No caso da produção em excesso de energia solar, é possível observar na conta de luz informações como:

  • a quantidade de energia consumida;
  • a quantidade de energia injetada na rede.

Caso a quantidade injetada seja maior que a quantidade consumida, esse excesso será convertido em créditos de energia, que refletem ainda mais na economia na conta de luz.

Quais as principais tecnologias de energia solar?

São várias as formas de aproveitar a energia solar produzida como fonte de energia renovável em empresas e residências.

Dentre as principais tecnologias, encontramos:

  • a energia solar fotovoltaica;
  • a energia solar térmica;
  • a energia solar heliotérmica.

Vamos entender cada uma delas.

Energia Solar Fotovoltaica

A energia solar fotovoltaica é a forma mais comum de produzir energia solar: sua praticidade para conversão da energia luminosa em energia fotovoltaica (elétrica) é um dos maiores atrativos.

Esse modelo surgiu a mais de 100 anos atrás e é utilizada para transformar energia solar em energia elétrica para indústrias e residências em todo o mundo.

Para conseguir transformar a incidência de raios solares em energia elétrica, os painéis solares possuem o inversor, dispositivo necessário para realizar essa ação.

O sistema solar fotovoltaico, por sua vez, é composto pelos seguintes elementos:

  • os painéis solares;
  • o inversor solar;
  • o sistema de fixação das placas solares;
  • cabeamentos e conectores;
  • materiais elétricos padrões.

Energia Solar Térmica

Considerada uma forma de energia alternativa, a energia solar térmica utiliza a luz solar para aquecer água e, a partir daí, utilizar o vapor como forma de energia.

A primeira vez que esse modelo foi utilizado foi em 1910, no deserto do Saara. Interessante, né?!

Energia Solar Heliotérmica

Por fim, temos a energia solar heliotérmica, que utiliza o calor dos raios solares para a geração de energia elétrica.

Nesse modelo, são instalados espelhos, para conseguir focar a energia em um único ponto, como um tubo a vácuo ou o topo de uma torre.

Esses raios solares serão responsáveis por aquecer o líquido presente dentro desses elementos, gerando vapor e, a partir daí, alimentando uma turbina elétrica a vapor.

Essa turbina devidamente abastecida será responsável por gerar a energia necessária.

Quais são os benefícios?

A energia solar traz diversos benefícios tanto para uso comercial quanto para uso residencial.

Veja alguns deles:

  • a produção de energia solar reduz a dependência em combustíveis fósseis, como petróleo;
  • reduz a emissão de gases poluentes no meio ambiente;
  • economiza gasolina;
  • economiza carvão queimado;
  • economiza água;
  • é mais sustentável que os modelos tradicionais;
  • é uma fonte de energia renovável;
  • proporciona contas de luz mais baratas, por se tratar de uma fonte de energia gratuita.

Agora que você já sabe como funciona a energia solar, as formas de geração e as principais vantagens desse modelo, que tal considerar a instalação dessa tecnologia na sua empresa ou residência?
Entre em contato conosco e veja como a UV Energia Solar pode te ajudar.

Leave a Reply

Your email address will not be published.